JOSÉ ANTÓNIO FALCÃO

É licenciado em História da Arte e em Arquitectura, Mestre em Museologia e Doutor em Teoria e História da Arquitectura. A sua actividade tem sido especialmente orientada para o estudo do património cultural e museológico. Tem publicado cerca de uma centena de títulos, entre livros, artigos científicos e participações em congressos, a maioria dos quais dedicados à história da arte e da arquitectura. É Presidente da Associação Portuguesa dos Museus da Igreja Católica e Vice-presidente do Conselho de Administração de Europae Thesauri, organismo assessor da União Europeia e director do Festival Terras sem Sombra.


CARLOS CUPETO

Licenciou-se em Geologia e doutorou-se em Hidrogeologia Ambiental. É professor na Universidade de Évora há mais de 30 anos. Esteve envolvido num grande conjunto de projetos de cariz nacional, tendo cerca de meia centena de trabalhos publicados. Possui também Carteira de Jornalista, tendo um blog onde partilha a suas experiências e inquietações (www.otrosmundos.cc).


JOSÉ MATIAS

É desenhador Projetista e Assistente Técnico na Divisão de Cultura e Desporto na área dos Museus e Património, na Câmara Municipal de Santiago do Cacém. Foi autor e co-autor de inúmeras exposições temáticas nas áreas do património histórico, arqueológico, etnográfico e imaterial. É autor do livro “Moinhos de Vento do Concelho de Santiago do Cacém” e de diversos artigos e comunicações nas áreas da molinologia e outros patrimónios. É membro da Sociedade Internacional de Molinologia e da Rede Portuguesa de Moinhos.


Ricardo Estevam Pereira

Licenciado em Arquitectura pela Faculdade de Arquitectura de Lisboa e doutorando em História da Arte na Faculdade de Letras de lisboa, é responsável pelo Museu de Sines. Especialista em património, possui vasta experiência como curador de projectos culturais e acções de pedagogia artística e como conservador do património arquitectónico.Membro do Centro UNESCO de Arquitectura e Arte.


FRANCISCO LOBO DE VASCONCELLOS

Licenciado em Arquitectura pela Universidade Lusíada de Lisboa, dedica-se essencialmente à pratica da arquitectura. Tem sido orador em variados encontros e seminários sobre arquitectura, património e turismo. Igualmente tem publicado diversos artigos sobre estes temas, com especial destaque para a região alentejana. Desde sempre ligado ao Alentejo Litoral, tem vindo a intervir, profissional e civicamente, em diversas acções relacionadas com a região, nas áreas do Património, Cultura, Turismo, Planeamento e Conservação Ambiental.


antónio martins quaresma

É doutor em História e investigador em história local e regional. O seu labor tem sido dirigido especialmente para o Litoral Alentejano e para a fronteira terrestre alentejana. Em complemento, tem trabalhado no estudo, na divulgação e na defesa do património cultural.