7 Fevereiro

ggg

Terras sem Sombra começa já este fim de semana em Almodôvar






unnamed (15)

 Terras sem Sombra começa já este fim de semana em Almodôvar

O Consulado-Geral de Portugal em Sevilha, foi o palco, no passado fim-de-semana, de uma mostra do que será possível desfrutar, ao longo de seis meses no Festival Terras Sem Sombra. Ante um público entusiástico que enchia por completo o salão nobre da representação diplomática actuaram o Rancho dos Cantadores de Aldeia Nova de São Bento (Serpa), os Cantadores do Desassossego, (Beja), a cantaora Esperanza Fernandez, o guitarrista flamenco Miguel Ángel Cortés e o ensemble Accademia del Piacere.

Foi um concerto profundamente íntimo e emotivo, marcado pelo emergir da natural fusão entre o flamenco, de que Esperanza Fernández e Miguel Ángel Cortés são dois intérpretes excepcionais (actuarão a 6 Maio, no Terras sem Sombra, em Serpa), e o cante, de que os grupos corais são dignos representantes. O encontro das vozes portuguesas e espanholas foram o momento alto da noite, que ainda contou com uma surpresa especial, a presença da soprano Raquel Alão (actuará a 4 de Março, em Odemira), que cantou com os dois grupos corais.

Património, música e biodiversidade em foco

O Terras sem Sombra arranca às 14h30 de dia 11 de Fevereiro, em Almodôvar, com a novidade deste ano: as visitas ao património do centro histórico. Desenvolvido por especialistas no estudo do património cultural e natural, o percurso tem como ponto de encontro a igreja matriz de Santo Ildefonso. Aos participantes na deambulação é dada a oportunidade de se familiarizarem com um bem patrimonial ainda pouco conhecido do público, neste caso o convento franciscano de Nossa Senhora da Conceição. Haverá ainda tempo para se observarem, a partir de um ponto alto, os arredores da vila branca, com as suas características cercas.

O concerto de inauguração do Festival cabe à Accademia del Piaccere, um grupo de vanguarda da música antiga espanhola que já é considerado um dos principais conjuntos do género na Europa. Este ensemble tem como maestro Fahmi Alqhai, que a crítica aclama como um dos mais brilhantes e prestigiados jovens intérpretes de viola da Gamba no mundo, pela sua abordagem pessoal e comunicativa dos repertórios históricos. Em Almodôvar, apresenta-se uma fusão músico-espiritual de Barroco e Flamenco, com a participação do cantaor cigano Arcángel, uma das grandes vozes andaluzas da actualidade, a que se associa ainda o percussionista Pedro Esteban.

unnamed (15)

De barco, pelos meandros do rio Mira

A primeira etapa do Festival temina com o passeio pela biodiversidade na Serra do Mú ou Caldeirão que depois do grande incêndio de 2004, no qual arderam cerca de 30 mil hectares, perdeu população, viu transformar o seu capital florestal, mas assistiu também a um incremento dos trabalhos de prevenção e ao surgimento de novas oportunidades em torno dos recursos silvestres. Nesta actividade procura-se compreender o significado de tais mudanças, do ponto de vista da biodiversidade e, dando uma mão à natureza em algumas tarefas, apontar caminhos para o futuro.

De entrada livre, o Festival é organizado pela Pedra Angular (Associação dos Amigos do Património da Diocese de Beja) e pelo Departamento do Património desta Diocese e prolonga-se até 2 de Julho, seguindo para Odemira, Ferreira do Alentejo, Santiago do Cacém, Castro Verde, Serpa, Sines e Beja, sob o título Do Espiritual na Arte Identidades e Práticas Musicais na Europa dos Séculos XVI-XX. Um hino ao Baixo Alentejo: à beleza dos seus espaços naturais e ao prazer da descoberta cultural.

 

Programa Almodôvar
11 de Fevereiro

Património
14:30 – 17:30 – Visita ao Centro Histórico
Partida
– Igreja Matriz de Santo Ildefonso
Local em destaque – Convento de Nossa Senhora da Conceição

Música

21H30 – Accademia del Piacere
Da pacem, Domine: Música Espiritual nas Tradições do Barroco e do Flamenco

Local: Igreja Matriz de Santo Ildefonso

Cantaor Arcángel
Viola da gamba e direcção musical Fahmi Alqhai
Guitarra flamenca Miguel Ángel Cortés
Percussão Agustín Diassera
Viola da gamba Rami Alqhai e Johanna Rose

Biodiversidade

12 de Fevereiro
Pelas alturas do Mú – o Alentejo Serrano
10:00 – Saída
_ Igreja Matriz de Santo Ildefonso

 
Descarregar fotos